Mão Amiga – Grupo Beltronense de Prevenção ao Câncer alerta: o câncer continua matando. Previna-se.

Em meio a pandemia decorrente do coronavírus, recomendações de isolamento e cuidados com a higiene se intensificam. Diversas plataformas de saúde e educação mudaram suas rotinas e buscam oferecer informação e orientação à população. Diante de instruções para ficar em casa, como ficam os pacientes que tem câncer e necessitam de tratamento?
Para pacientes com câncer, os cuidados são fundamentais, pois alguns tipos de tratamentos podem enfraquecer o sistema imunológico e aumentar o risco de infecções, é necessário acompanhar diretamente com o médico qual decisão deve ser tomada. Sob hipótese alguma os tratamentos devem ser interrompidos sem a devida análise e planejamento médico.
Devem ser observadas algumas recomendações do Ministério da Saúde. As principais são: lavar as mãos com água e sabão, na sua ausência, usar álcool em gel; usar máscaras; evitar aglomerações; manter os ambientes bem ventilados; e não compartilhar objetos pessoais.
Mesmo com todos estes cuidados, as pessoas precisam continuar  procurando os atendimentos médicos quando sentirem qualquer sintoma, pois as outras doenças continuam afetando a população, como a dengue, as doenças cardíacas, o câncer, entre tantas outras. A maneira mais efetiva de se cuidar é ter hábitos saudáveis de vida e realizar os exames preventivos periodicamente. Só assim é possível ter o diagnóstico precoce da doença e aumentar as chances de cura. Isso também contribui para aumentar a possibilidade de tratamento menos agressivo.
“A ciência já provou que, em câncer de mama, a arma mais poderosa para diminuir o risco de morte é o diagnóstico precoce. E agora, com a crise provocada pelo coronavírus, a escassez de atendimento gerará um número de casos de câncer em estágios ainda mais avançados no período pós pandemia. A população está resignada em casa com medo do vírus e não está fazendo exames de rotina. Vamos ter um aumento significativo de casos de tumores palpáveis e tratamentos mais agressivos, com maior custo e número de mortes. Por isso é urgente que se abram caminhos ‘livres de  corona’ para que as pessoas encontrem ajuda e informações”, diz a dra. Maira Caleffi, presidente voluntária da Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama).
A Mão Amiga alerta: o câncer não para. Faça exames preventivos. Faça a mamografia. Continue seu tratamento. Cuide de você e de sua saúde. A Mão Amiga tem à disposição diversos serviços. Independente da pandemia, a Mão Amiga reforça que os pacientes devem retomar os exames de rotina e manter o tratamento do câncer. Neste momento o tratamento deve vir em primeiro lugar, pois a doença não espera a pandemia passar. Mas lembre-se
que os novos casos de câncer continuam a surgir e a evolução pode ser rápida, levando à metástase e à morte. Milhares de diagnósticos de câncer deixaram de ser realizados nos últimos dois meses.
O Hospital do Câncer e a Casa Apoio Mão Amiga continuam com o atendimento normal, tomando todos os cuidados necessários. Não deixe para depois. É um direito seu e a Secretaria de Saúde de seu município pode providenciar seu encaminhamento.
O endereço da Mão Amiga é: Rua Giocondo Felippe – Bairro Vila Nova, em Francisco Beltrão. Contatos: 2601-0666 ou 46-9998 0966 celular.

Matéria publicada pelo Jornal de Beltrão, em 13 de junho de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *