FEMAMA participa, nesta quarta-feira (24), de debate do Conselho Nacional de Saúde sobre tratamento farmacológico e imunização para a COVID-19

Cientistas e pesquisadores do Brasil e do mundo estão empenhados em encontrar medicamentos e desenvolver vacinas para combater a Covid-19. No entanto, até o momento, não existem evidências científicas robustas que possibilitem a indicação de uma terapia farmacológica específica para tratamento ou imunização. Diante desse contexto, é natural que surjam muitas dúvidas sobre a validade de pesquisas que estão sendo divulgadas e a eficácia das substâncias pesquisadas. Para falar sobre isso, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) vai realizar nesta quarta (24/06), às 18h, um encontro online transmitido pelo Youtube e pelo Facebook

A atividade ocorre no âmbito da reunião aberta e ampliada do Comitê para Enfrentamento à Covid-19 CNS e é a 6ª edição transmitida ao vivo. Para falar sobre o tema, foram convidados o diretor médico de pesquisa clínica do Centro de Ensaios Clínicos e Farmacovigilância do Instituto Butantan, Ricardo Palacios, e a microbiologista, presidenta do Instituto Questão de Ciência (IQC) e pesquisadora do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP), Natalia Pasternak. O encontro será mediado pela conselheira nacional de Saúde pela Federação Nacional dos farmacêuticos (Fenafar), Débora Melecchi.

Também participarão da atividade, questionando os convidados sobre o tema, conselheiro nacional  de Saúde pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos de São Paulo (Sindusfarma)/Confederação Nacional da Indústria (CNI), Bruno Abreu, representante do segmento de gestores(as)/prestadores(as);  o representante do Conselho Federal de Farmácia (CFF) no Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área de Saúde (Fentas), Francisco Júnior, pelo segmento de trabalhadores(as);  e a conselheira nacional de Saúde pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), Ana Clébea Nogueira, representando o segmento de usuários(as) do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Desde o início da pandemia, o CNS tem alertado que é preciso garantir a racionalidade das decisões, a partir do conhecimento científico, sem expor a população a condições de maior vulnerabilidade. Frente a isso, tem se manifestado por meio de notas, matérias, artigos e outras recomendações. Como é o caso da Nota Pública divulgada junto à recomendação nº 042, posicionando-se contrária ao documento do Ministério da Saúde e elencando os riscos do uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19.

Mais informações

O quê? Encontro online do Comitê para Acompanhamento da Covid-19 do CNS

Quando? Quarta-feira (24/06), às 18h

Onde? Canais do CNS no Youtube e Facebook

Como? Acessar os canais no dia e horário marcado

Post divulgado pela FEMAMA – Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama, em 24 de junho de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *