Coronavírus e o paciente oncológico

A FEMAMA, constantemente atenta a todas notícias relacionadas à pandemia do coronavírus (COVID-19), organizou este material com informações que pacientes oncológicos precisam saber para sua prevenção. Reforçamos que o momento não é de pânico e, sim, de atenção e compromisso com a sua saúde.

O que é o COVID-19?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias, como a síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS) ou a síndrome respiratória aguda grave (SARS). O mais recente coronavírus identificado, em  31/12/19 com início na China, causa a infecção chamada de Coronavirus Disease 2019, ou COVID-19.

A infecção tem um contágio muito fácil e rápido e pode ser fatal em pessoas com problemas pulmonares, com diminuição da imunidade e em idosos.

Em 30 de janeiro de 2020, a Organização Mundial de Saúde declarou a epidemia pelo COVID-19 como emergência de saúde pública internacional. Até hoje (27/03/2020) já são mais de 509 mil casos e 23 mil mortes registradas no site da World Health Organization.

Contágio e Sintomas:

As principais formas de contágio são através do contato com pessoas ou superfícies infectadas. Contudo, ainda não há evidências de que o vírus seja transmitido pelo ar, sem gotículas provenientes de espirros ou tosses.

Já os sintomas podem variar, ou ser até inexistentes em alguns casos, mas giram em torno da febre, tosse seca e dificuldades para respirar. Pode haver também dores no corpo, congestão nasal, nariz escorrendo, dor de garganta e diarreia. Para melhor compreender confira abaixo o comparativo de sintomas entre as doenças respiratórias.

Fonte: Ministério da Saúde

Indicações publicadas pela FEMAMA – Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama, em 27 de março de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *